sábado, 10 de setembro de 2011

O S&P500 pelo prisma das Ondas de Elliott & Fibonacci - III



Continuando as análises do Standard & Poors 500 (partes 1 e 2), primeiramente postarei o gráfico com os dados dessa semana que passou, exatamente em cima do gráfico apresentado no último sábado (03/09), conforme segue ao lado.

Logo abaixo, em um gráfico mais "clean", está a atualização do estudo para a os próximos pregões, onde fica claro que a situação continua a mesma (de baixa), com um cenário um pouco pior do que o apresentado no último sábado, dia 03.
A perspectiva continua em ir buscar, em um primeiro momento, os 1.075 pontos (uma queda de 6,86%, considerando o fechamento de ontem, em 1.154 pontos).

Querendo uma visão positiva (de alta)? Só se romper o topo de 31/08, na casa dos 1.231 pontos (linha em verde).

Fora essa improvável possibilidade, a "mão continua de venda", sem o menor sinal de operações compradas, tanto para Swing  quanto para Position.

E por fim, as três telas laterais apresentam o S&P500 perdendo o canal de alta no semanal (canal esse que vem desde o fim do Subprime, em meados de março de 2009), o que é um considerável sinal negativo. Já o DJI testou ontem o piso do canal de alta de curto prazo (gráfico diário), que se perdido na próxima semana será mais um sinal de queda. E por último, o tão temido "Índice do Medo", o VIX (usado para sinalizar o mau humor do mercado), que subiu mais de 12% no último pregão, tendo testado o teto de uma cunha no gráfico diário. Se romper aí, VIXe... .
.