sexta-feira, 25 de março de 2011

Ibovespa para 25/03/2011



Bom fechamento dos mercado asiáticos nessa sexta-feira, com o principais índices com ganhos acima de 1%. Se esse otimismo não ajuda os mercados na Europa pelo menos não atrapalha, e com isso as bolsas por lá seguem em leve alta, com destaque para os 0,36% do DAX.

Pelas Américas, o Dow Jones fechou mais um pregão em alta, agora de 0,70%, situação essa que traz certo gás para os comprados, uma vez que a antiga resistência agora virou suporte.

Como pontos de pressão temos resistência na região dos 12.280 e suporte no fundo de 11.555 pontos.

Os Índices Futuros seguem positivos, alinhados com a provável continuação da alta para o pregão de hoje.

Resumindo, assim como ontem, o cenário externo se mostra com claro viés altista (pelo menos por enquanto).

Analisando o Ibovespa:

O IBOV deixou sinal de topo ao testar a resistência, fechando ontem em baixa de 0,32% (o que mantém o índice preso à congestão que já dura 27 pregões). Um fechamento hoje abaixo dos 67.400 confirmaria esse sinal, podendo levar o índice ao teste do suporte, na casa dos 65.463. Por outro lado, uma eventual queda hoje, somada à de ontem, poderia ser uma correção natural, dentro do movimento de alta iniciada em 17/03.

Os pontos de pressão continuam os mesmos: Suporte em 65.463 e resistência nos 68.225 pontos.

O candle deixado ontem, visto isoladamente ou em conjunto com os anteriores, mostra claramente uma tendência de baixa para o Ibovespa. Os indicadores seguem sem sinalização. O volume continua baixo, como é de se esperar em movimentos baixistas.

Por fim, o cenário interno continua neutro (por estar preso à congestão), mas com viés de baixa (pela formação gráfica do índice). Como o IBOV não tem sido ultimamente uma "Maria vai com as outras", ao não acompanhar o DJI, não creio que uma alta lá, no pregão de hoje, tenha força para influenciar uma alta por aqui.

Daqui a pouco saberemos... .
.