quinta-feira, 24 de março de 2011

Ibovespa para 24/03/2011



A Ásia fechou no, como dizem, "zé com zé", ou seja, em direções opostas, mas com pequena amplitude. Já na Europa, mesmo com o peso dos problemas internos em Portugal, os principais índices vão performando bem nessa manhã, com destaque para a alta de 1,13% do DAX.

Pelas Américas, o Dow Jones fechou em alta de de 0,56%, deixando o a possibilidade de topo (formado nos últimos pregões) para trás, situação essa que traz certo gás para os comprados. Como pontos de pressão temos resistência na região dos 12.280 e suporte no fundo de 11.555 pontos.

Os Índices Futuros seguem positivos, já alinhados com essa provável continuação da alta para o pregão de hoje.

Resumindo, o cenário externo se mostra com claro viés altista, e a não ser que os humores mudem no decorrer do dia, teremos um dia de alta nessa quinta-feira.

Analisando o Ibovespa:

O IBOV está igual a mineiro: "Comendo pelas beiradas", subindo de pouco em pouco. Com o fechamento de ontem, em alta de 0,32%, o índice deixou a resistência imediata para trás e agora tem pela frente o teste dos 68.225 pontos. Aí sim teremos uma melhor definição, pois se romper, os comprados poderão festejar, visto que a tendência gráfica será a busca pelo topo de 13/01 (71.923 pontos).

Hoje pode ser um dia decisivo para o índice, caso rompa de fato e com convicção (em fechamento) o teto da congestão, que já dura 26 pregões. Os pontos de pressão continuam os mesmos: Suporte em 65.463 e resistência nos 68.225 pontos.

Apesar do candle de ontem ser visto como altista, ele deixa ao mesmo tempo uma certa dúvida no ar, ao sinalizar equilíbrio das forças. Os indicadores seguem sem sinalização. O volume novamente veio baixo, não apoiando uma possível alta.

Por fim, o cenário interno continua neutro (por estar preso à congestão), mas com viés altista (pelo cenário gráfico que se desenha aqui e no DJI).
.