terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

#Ibovespa para 15/02/2011



Ásia praticamente no 0x0 nessa madrugada, à exceção do HangSeng (-0,96%). A Europa segue com leve alta nesse momento, o que deixa o lado de lá do Atlântico com um cenário "em cima do muro".

Pelas Américas, o Dow Jones deixou mais uma vez um candle que remete ao equilíbrio de forças (o que em segunda tradução dá uma ideia de correção à vista), o que deixa o cenário mais perigoso do que já está (fruto da forte alta iniciada em 12/01 último e que desde então praticamente não sofreu correção). Os Índices Futuros seguem estáveis, muito próximos dos 0x0.

Resumindo, vejo o cenário externo como neutro, com um leve viés baixista visto a situação do DJI.

Analisando o Ibovespa:

Mais um pregão de alta considerável, mas com um baixo volume (como vem acontecendo nessa alta de 3 dias). A máxima de 08/02 foi rompida, o que traz um certo alívio para os comprados ao deixar caminho livre na busca pela resistência dos 67.000, onde deve encontrar certa força vendedora. E nesse teste entra um provável cenário, bem negativo:

- Colocando a retração longa em cinza (para não poluir o gráfico), e traçando uma nova retração curta (em vermelho), o que temos é o índice flertando com a região de reversão por Fibo (66.500 pontos), ou seja, ontem (ou talvez hoje) pode ter sido o último dia desse repique de alta. Esse cenário cabuloso (para os comprados) só muda ao romper o topo de 02/02 (68.000).

Como suporte temos o fundo de 09/02, que nesse momento está em uma distância razoavelmente segura.

Não há sinalização pelo meu IE. H-MACD em sintonia com a alta dos 3 últimos pregões, sem apresentar divergências.

Acompanhando o cenário externo e com o desenho do IBOV deixado nos últimos dias, vejo o cenário por aqui como neutro, também com leve viés baixista.
.